Laboratório de Neurobiologia Celular e Molecular

         São três as linhas de pesquisa estudadas em nosso laboratório com abordagens celulares e moleculares:

Papel dos gangliosídeos no desenvolvimento e regeneração do sistema nervoso.

    Esta linha tem como objetivo estudar o papel dos gangliosídeos no desenvolvimento normal do sistema nervoso e na recuperação funcional após lesões. Os gangliosídeos constituem um grupo importante de carboidratos da membrana celular e têm sido envolvidos em vários processos celulares no sistema nervoso em desenvolvimento e no adulto.

    Trabalhos recentes demonstram que a administração sistêmica de gangliosídeos em animais pode influenciar, favoravelmente, à recuperação de lesões nervosas, tanto centrais como periféricas.

    Em estudos anteriores descrevemos o papel de gangliosídeos 9-0-acetilados em processos de migração celular e crescimento axonal. Nós demonstramos que, no sistema nervoso em desenvolvimento, estas moléculas apresentam uma distribuição seletiva, levantando a hipótese de estarem envolvidas em processos como o estabelecimento de projeções. No adulto, estes gangliosídeos estão presentes em subsistemas que apresentam plasticidade, como é o caso do sistema olfatório e em regiões neurogênicas em que são gerados novos neurônios. Tais substâncias podem, portanto, constituir importantes agentes no estabelecimento de conexões específicas durante o desenvolvimento e na regeneração de lesões no sistema nervoso. Uma das linhas de pesquisa em andamento no Laboratório tem por objetivo investigar os mecanismos pelos quais esses gangliosídeos exercem tais funções.

Papel do óxido nítrico durante o desenvolvimento do sistema nervoso:

    Outro projeto em andamento tem por objetivo estudar a participação do óxido nítrico no desenvolvimento do sistema nervoso. Vários estudos recentes sugerem que o óxido nítrico estaria envolvido no estabelecimento e refinamento de projeções axônicas, durante o desenvolvimento do sistema nervoso e em processos de regeneração destas projeções. O nosso objetivo é investigar o padrão de distribuição espacial e temporal da enzima que produz óxido nítrico e correlacionar este padrão com períodos de estabelecimento e refinamento destas projeções durante o desenvolvimento. Em vários estudos mostramos que a enzima está presente durante o desenvolvimento de projeções topográficas e que sua distribuição intracelular é afetada pela atividade elétrica das aferências.

Terapias celulares em doenças crônico­degenerativas e lesões traumáticas do sistema nervoso:

    Mais recentemente o nosso laboratório iniciou estudos com o objetivo de desenvolver protocolos de uso de terapias celulares em doenças e lesões neurológicas. Com este objetivo, duas linhas de pesquisa estão em andamento: o estudo da fisiologia das células tronco neurais adultas e a investigação do potencial terapeutico de células tronco de origem não neural, em modelos animais de doenças neurológicas. As doenças que estamos investigando nestes modelos animais são: isquemia focal (como modelo de acidente vascular cerebral isquêmico), isquemia global, lesão de medula espinhal, e lesão de nervos perféricos. Participamos ainda do estudo clinico fase I que visa avalias a segurança e exequibilidade da terapia celular com células tronco de medula óssea em pacientes com AVC isquemico na fase aguda. O nosso laboratório faz parte do Instituto do Milênio de Bioengenharia Tecidual e do Programa de Terapias Celulares da UFRJ.

Equipe:

Chefe de Laboratório

Rosalia Mendez Otero

Docentes

Marcelo Felippe Santiago

Pedro Moreno Pimentel Coelho

Wagner Monteiro Cintra

Pós-doutorandos

Fernanda Gubert Jasmin

Luiza Rachel Pinheiro de Carvalho

Doutorandos

Alane Bernardo Ramos

Almir Jordão da Silva Junior

Andréa Marins Damasceno Bomfim

Elisa Nicoloso Simões Pires

Felipe Lopes Brum da Silveira

Ligia Lins de Castro  

Louise Alessandra Mesentier Louro

Mariana Araya de Godoy

Michelle Bargas Rega

Mestrandos

Alvaro Carrier Ruiz

Gabriel Nascimento dos Santos

Iniciação Científica

Ana Beatriz Padilha de Figueiredo

Ana Luiza Bellot Decotelli Silva

Carlla Assis de Araújo e Silva

Carolina Viana Braga

Igor Bonacossa Pereira

Juliana Menechini Chan

Livian Rocha de Paula Silva

Luan Alves Tavares de Oliveira

Michelle Guimarães Furtado

Nicoli Cardoso Mortari

Renata Barros Leal

Soraia das Neves Vieira Cavalcanti

Técnicos

Felipe Melo Marins

Fernando C. Santana de Freita

Suelen Soares Sério

 

Programa: 
Terapia Celular e Bioengenharia
Chefe do laboratório: