Laboratório de Imunobiologia

    Nosso grupo tem gerado conhecimento sobre o papel da apoptose de linfócitos na resposta imune a parasitas intracelulares, como o Trypanosoma cruzi que causa a doença de Chagas. Também investigamos os mecanismos de regulação entre vias de morte celular e produção de citocinas no modelo de infecção por Leishmania major. Nós descrevemos a ocorrência de apoptose de linfócitos T na infecção pelo T. cruzi, primeira descrição de apoptose em uma doença parasitária, atraindo a atenção da imprensa nacional e internacional (New Scientist, 1995).

    Em 2000, nós mostramos que a fagocitose de células apoptóticas por macrófagos potencializa a infecção pelo T. cruzi e estudamos os mecanismos moleculares envolvidos. Células apoptóticas também aumentam a parasitemia, quando injetadas em animais infectados. O trabalho foi publicado na Nature e recebeu um prêmio internacional da Bayer (Young Researcher Aspirin Award). A partir daí investigamos os efeitos da inibição da apoptose in vitro e vivo, na infecção pelo T. cruzi, usando reagentes ou estudando camundongos deficientes em mecanismos da apoptose para identificar potenciais alvos terapêuticos.

    Atualmente estudamos a cooperação entre células T CD8 e macrófagos infectados com o T. cruzi e bloqueamos a apoptose dos linfócitos usando o anticorpo anti-FasL. Enquanto a morte de células T CD8 promove a infecção dos macrófagos pelo parasita, o tratamento com anti-FasL aumenta os mecanismos microbicidas do macrófago e ajuda a controlar a infecção.Uma nova linha em Leishmaniose experimental foi iniciada em 2006. Esperamos compreender como mecanismos moleculares das vias de apoptose afetam a resposta imune a Leishmania major. Para tal, investigamos a infecção por L. major em camundongos transgênicos que expressam vFLIP, uma proteína que inibe a atividade da caspase-8. Camundongos vFLIP infectados apresentaram aumento das respostas mediadas por células T CD4 produtoras de citocinas. Atualmente estudamos o papel de monócitos imaturos e macrófagos de camundongos infectados com L. major.   

Equipe

Chefe de Laboratório

Marcela de Freitas Lopes

Pós-doutorando

Landi Guillermo Costilla

Doutorando

Mariela Pires Cabral Piccin

Mestrandos

Natália de Santana Vellozo

Sâmara Pereira Marques

Iniciação Científica

Thaís da Silva Rigoni

Programa: 
Imunobiologia
Chefe do laboratório: