A Direção do IBCCF aprovou em setembro de 2017 a criação do laboratório de Neurobiologia do movimento sob a coordenação da Prof. Cláudia Domingues Vargas. O Labmov é egresso do laboratório de Neurobiologia II.

Prof. Cláudia Domingues Vargas é coordenadora do Labner, o laboratorio de Neurociencias e Reabilitação do Instituto de Neurologia Deolindo Couto, uma extensão do IBCCF na praia vermelha. http://www.indc.ufrj.br/

Temos também, em parceria com o CEPID NeuroMat (https://neuromat.numec.prp.usp.br/), uma plataforma de difusão do nosso projeto em andamento: https://abraco.numec.prp.usp.br/

 

Equipe:

Chefe do Laboratório: Claudia Domingues Vargas

Doutorandos: Bia Ramalho, Cristiane Borges Patroclo, Fernanda Figueiredo Torres, Patricia Valentim, Paulo Roberto C. Passos e Luiggi Lustosa

Mestrandos: Gabriel Freire Miranda

Iniciação Científica: Vinicius Rosa

Técnicos: Jose Magalhães de Oliveira, Luis Bernardino

Apoio de gestão:Maria Lúcia D. Marujo de Araújo, Juliana da Silva Maia

 

Substituto eventual no caso de impedimento do chefe do  laboratório

Eliane Volchan

 

Colaborações científicas nacionais (internas e externas) e internacionais

CEPID-NEUROMAT/USP - Pesquisadora Principal.

Instituto Nacional de Traumato-ortopedia (INTO) – Parceria com Dr. Joao Recalde e Dangelo Alexandre

Laboratório de Biomecânica da EEFD/UFRJ , Luiz Aureliano Imbiriba e Marco Garcia

Setor de Dermatologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho Maria Katia Gomes, Ana Paula Fontana

Laboratório de Fisiologia da Ação, UBA, Buenos Aires Valeria Della Maggiore

Laboratório de Neurociências da Universidade de San Andrés, Buenos Aires, Daniel Fraiman.

 

  • Principais linhas de pesquisa em andamento

Aspectos cognitivos no controle da postura e dos movimentos em voluntários normais e portadores de deficiência visual

O sistema motor está envolvido não somente com a produção mas também com a codificação dos aspectos representacionais do movimento, tais como o reconhecimento e aprendizado de ações através da observação e a capacidade de simulação mental de movimentos. Esta linha de pesquisa dedica-se a investigar bases neurais da cognição motora em voluntários normais e em portadores de deficiência visual.

Imagética Motora, percepção e predição das ações.

Um grande número de estudos aponta para as similaridades entre os circuitos neurais ativados durante a geração e imaginação de movimentos, assim como entre os nossos próprios comportamentos motores e a observação de ações realizadas por outrem. Poucos estudos têm procurado determinar como a atividade cerebral que antecede o movimento (preparação motora) é afetada pelo contexto em que a ação deve ocorrer. Essa linha de pesquisa investiga a atividade cerebral associada a predição das ações. Procuramos modelar matematicamente a atividade cerebral associada aos mecanismos de predição motora.

Ações integradas voltadas ao tratamento de pacientes portadores de lesão do plexo braquial: uma abordagem interdisciplinar

Apesar do recente desenvolvimento das técnicas e recursos na área da saúde, pouco se avançou em relação aos resultados terapêuticos associados à LTPB. Os indivíduos acometidos por estas lesões, normalmente adultos jovens do sexo masculino e na fase produtiva, se mantém incapacitados permanentemente. Nosso projeto busca compreender mecanismos de plasticidade visando o desenvolvimento de estratégias de tratamento a lesões periféricas como a LTPB, assim como desenvolver metodologias de tratamento e iniciativas de apoio a reabilitação destes pacientes.

 

Atividades de Extensão

Projeto de extensão: Ações integradas voltadas a pacientes com lesão do plexo braquial -aprovado RUA-2017 (Registro Único de Ações de Extensão).

Projeto Abraço: Ação NeuroMat para a lesão do Plexo braquial (https://abraco.numec.prp.usp.br/)