As células são cobertas por uma espessa camada de carboidratos através do qual se comunicam entre si e com o meio ambiente.  Os glicoconjugados são a classe de moléculas mais abundante e estruturalmente diversa das células, sendo geralmente expressos na superfície celular ou secretados. Porém, glicoproteínas modificadas com O-GlcNAc são encontradas exclusivamente no citoplasma, mitocôndria e núcleo. Diferente dos ácidos nucléicos e proteínas, as estruturas dos glicoconjugados não estão diretamente contidas no genoma. Em vez disto, suas estruturas resultam da ação coordenada de diversas glicosiltransferases, que por sua vez dependem da disponibilidade de substratos ativados, como por exemplo, UDP-GlcNAc, UDP-GalNAc e CMP-Neu5Ac, produtos finais da via biossintética das hexosaminas (HBP) que são modulados pelo influxo de glicose. Portanto a estrutura dos glicoconjugados depende intrinsecamente da expressão gênica e do estado metabólico celular, desempenhando papeis críticos em processos intra- e extracelulares que estão intimamente envolvidos em vários processos biológicos como sinalização, diferenciação, reconhecimento celular e oncogênese.

Temos interesse na compreensão de como alterações no metabolismo e biossíntese de glicoconjugados resultam em uma transformação oncogênica, bem como na indução da invasão e metástase. O processo de transição epitélio mesênquima (TEM), relacionado com a perda da polaridade e aumento da motilidade celular, tem ajudado a esclarecer estes mecanismos. Buscamos estudar as modificações do influxo de glicose na da via das hexosaminas e seus metabólitos na glicosilação intracelular (O-GlcNAc) e extracelular durante o processo de TEM.

Ainda, voltamos nossos esforços para o estudo dos mecanismos moleculares do reconhecimento celular mediado por carboidratos na interação parasita/hospedeiro como na doença de Chagas e na malária utilizando metodologias como a espectroscopia de ressonância magnética nuclear e modelagem molecular, aliados as técnicas de biologia celular.

O LaGEF mantém colaborações com outros laboratórios da UFRJ, além de outras universidades brasileiras (UFPE, UERJ e UFSC) e internacionais (Johns Hopkins University, Baltimore, EUA; University of Washington, Seattle, EUA; Universidad de la República, Montevideo, Uruguai.


Equipe

Chefe de Laboratório
Adriane Regina Todeschini

Docentes
Wagner Barbosa Dias

Pós-doutorando
Andréia Vasconcelos

Doutorandos
Isadora de Araújo Oliveira

Mestrandos
Natália Mantuano

Patrícia de Carvalho Cruz

Iniciação Científica
Miguel Lucena

Fernando H.F.C Ferreira 

Hector Laponte


Programa
Biologia Celular e Parasitologia

Chefe do Laboratório
Adriane Regina Todeschini - Associada