Coordenação de Relações Internacionais IBCCF

Histórico

    O IBCCF, desde sua criação, é cenário de intensa troca de experiência e colaboração científica com pesquisadores estrangeiros de renome da Ciência Mundial. Tudo começou graças aos esforços e dedicação de seu Fundador, Dr. Carlos Chagas Filho, cuja tradição é mantida até hoje. Assim, o IBCCF tem longa experiência em cooperação internacional, onde praticamente todo seu corpo docente possui experiência em colaboração com pesquisadores distribuídos em todo o mundo.

    A pesquisa científica desenvolvida no IBCCF possui nível internacional, tornando-se competitiva para atrair parcerias envolvendo inúmeras cooperações bilaterais. Várias questões, como:

    - Crescimento no número de cooperações internacionais;

    - Procura de estudantes para desenvolver sua pesquisa ou sua formação acadêmica em outros países e;

    - Política científica do governo federal para internacionalizar cada vez mais a área de C&T;

    Levaram à criação de uma Coordenação voltada exclusivamente para estes fins no IBCCF.  

   

A Coordenação de Relações Internacionais (CRI) está a cargo da Profa Jennifer Lowe e é ligada à Pós-Graduação e Graduação do IBCCF e estabelece integração com o Setor de Convênios e Relações Internacionais (SCRI) da UFRJ.

____________________________________________________________________________________________________________________________________

Setor de Convênios e Relações Internacionais da Universidade Federal do Rio de Janeiro – SCRI

    SCRI divide-se em três seções: Relações Internacionais, Convênios e Intercâmbio. Resumidamente, a seção de Relações Internacionais encarrega-se do estabelecimento de relações com o exterior, da busca e divulgação de oportunidades para o público interno, da recepção de delegações estrangeiras e da representação da UFRJ no Brasil e no exterior. A seção de Convênios tem como função acompanhar a tramitação dos processos de convênios desde sua abertura pela unidade interessada até sua assinatura. A seção de Intercâmbio, por sua vez, ocupa-se do programa de mobilidade acadêmica, atividade-chave da SCRI.

    Para maiores informações clique na figura abaixo: